Jogo (Desafio) da Baleia Azul: Por Que ele existe?

Antes de iniciar o artigo, uma notificação: não veicularemos imagens com mutilações e/ou machucados com viés sensacionalista ou apelativo.

Por isso a foto em destaque é de um desenho comum do maior animal do planeta Terra conhecido atualmente.

Era Digital: Ferramentas de construção e destruição

O planeta em que vivemos é bastante conectado e globalizado, acessível a partir de qualquer computador ou dispositivo conectado à grande rede mundial, de forma cada vez mais massiva. É possível conhecer pessoas, aprender e compartilhar diversas experiências, habilidades e aprendizados, por exemplo. Algumas pessoas fazem cursos com certificação, outras adoram jogos disponibilizados nas plataformas das redes sociais, e não para por aí. São inúmeras possibilidades de interação e atividades, sendo a maioria delas abertas para que qualquer um pode se engajar. Entretanto, nessas gigantescas redes de compartilhamentos, existem as que são construtivas e saudáveis e outras que desempenham papéis que são, no mínimo inadequados. Principalmente atualmente, quando as informações circulam com extrema rapidez e fluidez, bem como os conteúdos que viralizam.

No nicho das atividades que oferecem desseriços à comunidade em geral, temos o recente exemplo do “Desafio (Jogo) da Baleia Azul”, que está com muita repercussão (negativa) no Brasil. Havíamos postado uma reportagem há mais de uma semana na nossa página no Facebook e, de lá para cá, o assunto se desdobrou cada vez mais. Infelizmente, com vítimas fatais. Portanto, decidimos escrever um pouco sobre o assunto e as variáveis que o permeiam: depressão, insegurança, exclusão social, tristeza, problemas familiares, entre outros.

E por que falarmos desses assuntos?

Temos que pensar nos efeitos e nas causas, sempre. E se essa brincadeira existe, é porque pessoas participam e dão continuidade, senão ela não se multiplicaria exponencialmente. O Jogo não surgiu no Brasil, mas sim na Rússia, há aproximadamente 2 anos atrás. Sendo assim, trata-se de uma brincadeira de mal gosto que nasceu em outro país, em outra cultura, do outro lado do mundo. Notícias que circulam pela web dizem que, na verdade, o Desafio da Baleia Azul começou como uma espécie de “fake news”, mas acabou se popularizando e fixando nas brincadeiras entre jovens ao redor do mundo.

O que é o Jogo

É uma relação que se constitui entre o jovem que aceita o desafio e o “instrutor” ou “curador”, em que o primeiro aceita uma série de tarefas a serem realizadas pelo segundo. De acordo com os noticiários, são ao todo 50 tarefas, que vão sendo progressivamente deliberadas e depois conferidas através de “provas” que os jovens enviam ao “instrutor”.

Ou seja: as mutilações, machucados e outros atentados físicos e psicológicos são registrados por meio de fotos e enviadas no próprio aplicativo de mensagens instantâneas (WhatsApp), e assim que cumpridas, o próximo nível é repassado. Os tópicos vão se tornando cada vez mais mórbidos e obscuros, sendo o último deles o desafio de que o adolescente tire a própria vida.

Por que pessoas se submetem a isso?

Iremos discorrer sobre esse ponto de forma pontual, e deixamos claro que não somos profissionais habilitados a inferir um parecer técnico sobre esses casos. Psiquiatras, psicólogos e terapeutas são as pessoas indicadas para consultarem essas situações, caso você seja um pai ou familiar de algum jovem que tenha se envolvido nesse Desafio.

Acreditamos que a participação numa atividade invasiva e obscura dessa natureza tenha ligações com outros problemas pessoais e sociais, que acabam culminando em tristeza, solidão ou depressão.

Jovens que se encontram em situações de fragilidade como as que citamos se tornam suscetíveis a aceitar que pessoas comecem a influenciar as suas próprias atitudes, com menor poder de tomada de decisão e com a sensação de que o(s) interlocutor(es) da “Brincadeira” (são) novo(s) amigo(s) que estão ali para auxiliá-los. São novas amizades num contexto de solidão e exclusão social, por exemplo; ou podem ser pessoas com alto poder de persuasão num momento de desilusão do jovem.

Depressão é doença e mata

O fato é que a pessoa que se submete e acaba se envolvendo no “Jogo da Baleia Azul” está momentaneamente ou já há algum tempo com algum distúrbio que afeta a auto-estima e, por consequência, o psicológico. Por isso é importante que os pais, amigos e outras pessoas que convivem com os jovens conversem com os mesmos, que procurem saber o que está havendo.

É preciso conhecer melhor as pessoas que estão próximas à nós, que possamos ajudar quem esteja necessitado nesse sentido. Comportamentos de reclusão social drástica devem ser observados com atenção, e a ajuda médica é sempre necessária: só assim é possível traçar diagnóstico do quadro do paciente e, a partir daí, ter a tomada de decisão adequada.

Anúncios

5 comentários sobre “Jogo (Desafio) da Baleia Azul: Por Que ele existe?

  1. Meu Deus, como pode ter pessoas tão perversas nesse mundo? A crueldade não tem limites! Saúde psicológica e emocional deve ser uma preocupação constante dos pais,tanto quanto a física! Obrigada pelo post tão informativo!

    Curtir

  2. Este jogo assustou tanta gente… Mas me pergunto: por quê tanto alvoroço? Um número alarmante de pessoas cometem suicídio diariamente e a sociedade parece não se importar muito… Agora este jogo aparece e todos falam como se fossem eternos defensores da paz.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s